o que salta e já não se reconhece

deparou-se com o dilema de olhar para as próprias mãos: os dedos: a sensibilidade, a fineza no trato, a sutileza, delicadeza, várias "ezas" não alcançadas sem eles. eles iam mais à fundo, e com mais classe, mesmo assim queria cortá-los, era um dilema, eles iam mais à fundo, mas não podia suportar ser uma pessoa cheia de dedos.

Comentários

Anônimo disse…
nem um dedinho de prosa?
ele me incomoda, eu te incomodo, agora passe adiante... vamos ver se vc adivinha quem é essa bestinha.

Postagens mais visitadas