crisálida

“– você tem medo da morte? – sim, como todo mundo. – mas morrer como os amantes... morrer junto, para poder viver junto. neste mundo as moças são lagartas que, no verão seguinte, devem tornar-se borboletas. mas, no intervalo, há as larvas e as crisálidas, você entende – com suas tendências particulares, sua natureza, suas necessidades”.

carmilla ou morrer de prazer


achado pra mim pelo gabriel

Comentários

RICARDO ® disse…
Nada tão belo e eterno como morrer de amor...

Postagens mais visitadas