te amo, vai saber como!

- anotação de canto de caderno -




não é nova
essa conclusão
de minha covardia.
ela me acompanha
e me atormenta
desde sempre
colada à
minha fala
exagerada
extensa
e vazia.

Comentários

MayrA disse…
continuei pensando sobre quase sempre quase morrer, e olha o que encontro? uma música do fito... vê se não é isso?

Creo que morir es una sensación
Creo que vivir podría serlo
Pero ahora es algo mucho más real
Creo que salí a ver un poco el sol
Creo que te ví bailando beatles
En alguna vieja casa del lugar

lindo

Postagens mais visitadas