todos os anos aniversário

e era meu aniversário.
e eu não querendo ser
a solidão precisa no momento de não ser. no momento que dizem que você é. só. só você e a torre que lhe ergueu. só você e todos os outros que sempre estão. só você e o medo de ser óbvia, e o medo, maior ainda de não ser óbvia. só você e a tristeza do outro, só você e o seu próprio choro.
ela sempre diz coisas pra mim. mesmo que não fale. e mesmo que fale não para mim.
o corpo que não esconde quer corpo que esconde. e outros corpos também. e alguns copos, quebrados como os pratos.

não me deixa, não me deixem. não me deixem fugir.

é impossível fugir quando todos os lugares são a sua casa...



comentário ao post da mayra no dia 20 de dezembro

Comentários

Postagens mais visitadas