o som das cidades, a cara e a cor. saudades. de uma porto alegre que lembro cinza. de uma santa maria um tanto vaga. da vaga toulouse que é colorida e de roma, amiga antiga. vaga e santa por que indefinida, maria? sonha a água fresca da rua de roma quando em niterói afoga em água salgada e rói lembranças poluídas. não te rói o rio ao lado? eu só nado, e só rio.

.
.
.

foi por sentir saudade das músicas que sempre sempre eu escutava em porto alegre que senti saudade de todas elas, as cidades. nem sempre alegres, mas que sempre sempre me fazem chorar de algo que talvez seja felicidade.
.
.
.

Comentários

Tortuositar disse…
Que linda a música Talita, tava aqui aguardando em silêncio, sem saber qual era a música que eu queria escutar, e veja só, vc resolveu para mim.
A melodia tem a mesma cadência das tuas palavras quase úmidas como se antecipassem o outono.

bjos querida
Talita disse…
que bom que a música te contemplou e que você sentiu o outono em minhas palavras, eu acho que essas cidades falam também de uma saudade do outono que, aqui onde estou, não virá do jeito esperado...

beijos

Postagens mais visitadas