...


o silêncio e o zumbido estão na cabeça ao mesmo tempo. não é exatamente no mesmo lugar. existe um momento de silêncio a b s o l u t o
e um cigarrear que vem dos ouvidos. ele entra pelo direito e é como se criasse um vácuo no esquerdo. mas, não se engane. por que a cabeça. ela não fecha. ela não acabaqui. ela se conecta com uma luz imensa branca, com um brilho que chega até o peito e alcança uma altura que não é altura essa. também não se engane. tampouco sei o que é engano... dizia: não se enganem por que o rumor, ele não vem só para rumorear, só como o avesso do silêncio. ele vem como uma calma, como uma cama. ele passa, eu já disse, pelos ouvidos e na parte baixa do cérebro, talvez por trás. ele é o pescoço-tronco que mantém esse constante silvo.
o silêncio é uma imensidão que sobe. alguém pergunta: o que você vê ao fechar os olhos? eu sinto esse silêncio. e, abrindo caminho, surgem raios de cores na escuridão.

Comentários

Postagens mais visitadas